Três Coisinhas

Na farmácia lotada daquela pacata cidadezinha do interior, aparece uma menina de seis anos e grita: — Duas dúzias de preservativos de todos os tamanhos! A atendente corre até a menina, se ajoelha e lhe fala ao ouvido: — Eu vou lhe falar três coisinhas: primeiro, não se deve gritar desse jeito; segundo, preservativos não [...] Continue reading →