Pré-carnaval: Ligação provisória deve ser solicitada com antecedência

FOTO: ISTOCKPHOTOS

FOTO: ISTOCKPHOTOS

O pré-carnaval está mobilizando foliões em diversas cidades de Minas Gerais. Mas a festa não é só divertimento: a economia é aquecida, e barracas e comércios são criados para a comodidade dos foliões, sendo que a energia elétrica é fundamental para o funcionamento dessas estruturas provisórias.

Por isso, os organizadores também devem ficar atentos ao prazo de atendimento para solicitar as ligações provisórias à Cemig. Segundo o agente de processos comerciais da Companhia Rosano Figueiredo Guilherme, o ideal é que os requerimentos sejam encaminhados com, no mínimo, 48 horas de antecedência a qualquer agência da Cemig.  Vale lembrar que não poderá haver débito vencido em nome do solicitante. No caso de evento realizado em via pública, será obrigatória a apresentação de documento de autorização emitido pela prefeitura ou outro órgão competente.

“Caso seja necessária a ligação provisória de energia elétrica, o responsável deve ir até a agência da Cemig mais próxima, informar o local e os equipamentos elétricos a serem utilizados e pagar a taxa referente à prestação do serviço que será executado por técnicos da empresa. Além disso, todo serviço de instalação elétrica interna das barracas deve ser feito por profissional especializado, eletricista predial ou padronista”, explica Figueiredo. A fiação também deve ser disposta de forma que não haja risco de energização acidental da estrutura da barraca, o que poderia colocar em perigo as pessoas e resultar até em acidentes graves e fatais.

O engenheiro de segurança Demétrio Venício Aguiar, da Cemig, também recomenda que os enfeites de ruas e praças, como as típicas bandeirolas, faixas e outros adereços, sejam feitos com materiais isolantes, biodegradáveis e que não sejam afixados próximos da rede elétrica. Os fogos de artifício devem ser manuseados somente por adultos e utilizados em locais distantes da fiação, afastados de bandeirinhas e outros materiais que apresentem risco de incêndio.

Não deixe o choque elétrico acabar com a energia do seu carnaval

• Para a instalação de enfeites em ruas e praças, respeite a distância mínima de 1,5 metro em relação à rede elétrica. Quanto maior a distância, maior é a segurança.

• Não instale enfeites ou qualquer outro tipo de adereços utilizando os postes ou os pontaletes de padrão da Cemig como forma de fixação dos mesmos.

• Não utilize arame ou fio metálico para afixar bandeirinhas e demais enfeites.

• Todos os enfeites devem ser bem afixados, para que o vento não os projete contra a fiação da rede elétrica, provocando acidentes graves.

• Se for necessário usar equipamentos elétricos, como freezers, lâmpadas, etc, não faça “gatos” em hipótese nenhuma. Solicite junto à Cemig uma ligação provisória.

• A instalação elétrica das barracas deve ser feita por eletricista profissional, protegida contra esforços mecânicos e por disjuntor termomagnético.

• Nunca tente retirar qualquer tipo de material, que, por qualquer motivo, possa estar preso à rede elétrica.

• Não se aproxime de fios partidos caídos ao solo ou dependurados nos postes de energia. Impeça que outras pessoas se aproximem e avise imediatamente a Cemig por meio do Fale com a Cemig – 116.

Iluminação, enfeites e alegorias

• Não lançar artefatos – como serpentinas e confetes, entre outros, metálicos ou não – na rede elétrica.

• Antes de fazer qualquer ligação elétrica ou de instalar enfeites e alegorias, consultar a Cemig.

• Não instalar nenhum enfeite próximo à rede elétrica.

• Não fazer ligações clandestinas (gatos).

• Não jogar líquidos, sprays e água na rede elétrica. Há risco de choque elétrico.

Trios elétricos e carros alegóricos

• O trajeto dos trios elétricos e carros alegóricos deve ser vistoriado previamente, considerando a altura total do veículo com as pessoas sobre ele, em relação à fiação da rede elétrica e demais obstáculos.

• Também deve ser levada em conta a altura das redes de telecomunicações existentes, pois existe o risco de colisão com os fios e consequente derrubada dos postes, cabos e equipamentos da rede elétrica, que podem cair sobre o próprio veículo ou sobre os foliões.

• Nunca tentar suspender cabos de qualquer natureza para facilitar a passagem de trios elétricos ou carros alegóricos. Em caso de risco de colisão dos veículos com os cabos, acionar a Cemig imediatamente.

• Observar a existência da rede elétrica e tomar cuidado para não se aproximar dela ou não tocá-la.

Palanques e palcos de shows

• A montagem e a desmontagem devem considerar a existência das redes elétricas aéreas e, em caso de escavação, também redes subterrâneas, respeitando a distância mínima de 1,5 metro dos cabos e equipamentos da rede.

• A fixação das coberturas deve ser feita adequadamente para evitar o desprendimento e possível projeção contra a rede elétrica.

Colisão de veículos com postes

• Não sair do veículo. A pessoa poderá tomar um choque se houver algum cabo partido em contato com o veículo. Se precisar sair do veículo em função de um incêndio, abrir a porta e pular com os pés juntos, o mais longe possível, sem tocar a lataria do carro e se afastar do local com pequenos passos.

• Em caso de cabo partido, o socorro às vítimas deve ser feito com total segurança por equipes especializadas, e deve-se acionar imediatamente a Cemig para desligar a rede elétrica e o Corpo de Bombeiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


6 × quatro =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>