Redução de gastos da Cemig com pessoal, materiais e serviços já é de R$ 235 milhões no ano

A Cemig apresentou, nos nove primeiros meses do ano, um ganho de eficiência operacional de R$ 235 milhões, graças à  redução das despesas com pessoal, materiais, serviços e outros (PMSO), o que representa 10% a menos do que no ano passado. No mesmo período, a empresa teve um lucro de R$ 698 milhões, um aumento de 75,8% em relação a 2017. Segundo o presidente da Cemig, Bernardo Alvarenga, o resultado divulgado à imprensa, nesta quarta-feira (28/11), “mostra que as ações realizadas no últimos anos já vêm apresentando ganhos significativos de eficiência operacional para a empresa e para os consumidores”.

Pelo terceiro trimestre consecutivo, a Cemig comemorou uma redução de PMSO. De julho a setembro, a economia foi de R$ 50 milhões apenas com pessoal. Alvarenga ressaltou que, mesmo com o reajuste salarial da data-base de novembro do ano passado, em função do acordo coletivo, a despesa com pessoal no terceiro trimestre foi 14,05% menor do que no mesmo período de 2017. Essa variação negativa decorreu principalmente do resultado do programa de desligamento voluntário, implementado nos últimos anos.

Além disso, os investimentos no valor de R$ 4,5 bilhões na rede de distribuição já começaram a retornar ao caixa da Cemig, após o reconhecimento pela Aneel, se refletindo na melhora do lucro da distribuidora, que alcançou um resultado positivo de R$ 168,4 milhões, no terceiro trimestre.

Com os recursos aplicados na rede, o tempo de interrupção médio de energia dos 8,3 milhões de consumidores também vem reduzindo e se mantendo dentro das exigências da Aneel. A Duração Equivalente de Interrupção por Unidade Consumidora (DEC), que é a média do tempo em que os consumidores ficaram sem energia ao longo do ano, foi de 11,52 horas em 2016 e de 10,76 horas em 2017. De janeiro a setembro de 2018, o DEC foi de 7,28 horas, bem abaixo do limite de 11,03 horas, definido pelo órgão regulador.

Nos últimos 12 meses, as principais agências internacionais de crédito, como a Moody’s e a Standard & Poor’s, também melhoraram os ratings das ações da principais empresas do grupo de grau especulativo para o grau de investimento, em escala nacional, refletindo o compromisso da empresa com uma gestão eficiente e a maximização dos resultados.

Perfil da companhia

A Cemig é a maior empresa integrada do setor de energia elétrica do País, com mais de 530 mil quilômetros de linhas de distribuição e uma capacidade instalada de 5,6 GW. Vale destacar que a concessionária foi selecionada, pela 19ª vez consecutiva, para compor a carteira do Índice Dow Jones de Sustentabilidade no período 2018/2019, mantendo-se como a única companhia não-europeia do setor elétrico, a fazer parte do índice desde a sua criação, em 1999.

A companhia está presente em 22 Estados e no Distrito Federal e conta com mais de 127 mil acionistas em 44 países e ações negociadas nas Bolsas de Valores de Nova York, Madri e São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


− um = 5

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>