Tumulto na Praça

Havia um grande tumulto na praça. Uma porção de gente se aglomerava em torno de um corpo estendido no chão. 

Joaquim, que era baixinho, estava curioso pra ver o acidentado, mas não conseguia enxergar através da multidão. De repente, teve uma idéia:
— Com licença! Com licença! Me deixem passar! Eu sou parente do acidentado!
Todo mundo foi abrindo espaço para Joaquim passar enquanto riam da cara dele. O portuga achou estranho e, quando chegou no meio da roda, deu de cara com um jumento que acabara de ser atropelado.