Cemig leva energia elétrica a milhares de famílias na região rural do Triângulo

A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) e o Governo de Minas Gerais têm proporcionado ligação de energia a milhares de famílias que vivem na zona rural, em todo o Estado, desde 2015. O investimento total é de R$ 800 milhões, comtemplando mais de 50 mil famílias. Os trabalhos são realizados através do Programa de Regularização de Atendimento Rural. No Triângulo Mineiro, a Cemig investiu R$ 43 milhões, beneficiando mais de 3 mil famílias. Até o fim deste ano, mais de 552 novas famílias serão atendidas, recebendo energia elétrica, totalizando um investimento de mais R$ 6 milhões.

“Nossa vida melhorou muito. A energia elétrica fazia muita falta para nós”, diz com satisfação Marcela Silva Coppede. Moradora da região do córrego Gaieiro, na zona rural de Tapira, Marcela teve sua energia ligada há cerca de 30 dias. “Estamos muito satisfeitos agora. Já tenho chuveiro e geladeira em casa. Meu marido já começou a trabalhar com criação de gado, o que antes não era possível, pois não tínhamos energia. Agora já podemos ter mais uma fonte de renda”, explica.

Para levar energia elétrica a essas famílias, muito teve que ser feito. Os investimentos contemplam 15 mil quilômetros de rede, aproximadamente 40 mil transformadores e milhares de postes, explica Mauro Marinho Campos, superintendente de Expansão de Redes de Distribuição da Cemig. “Temos mão de obra qualificada, por meio de montadoras – empresas credenciadas, contratadas pela Cemig e devidamente fiscalizadas. É preciso planejamento, bons projetos, gestão efetiva e boa logística”, reforça.

Ainda de acordo com Mauro, a eletrificação proporciona modernidade, conforto e alternativas para as atividades agrícolas. “É um fator decisivo para o desenvolvimento, permitindo à população rural uma melhor qualidade de vida e acesso a informação, educação e tecnologia, entre outros. Propriedades rurais com energia elétrica tornam-se aptas a novos métodos e técnicas de produção agrícola, possibilitando novos empreendimentos e geração de empregos”, ressalta.

Perspectivas

Todos os 774 municípios de concessão da Cemig foram contemplados com o Programa de Regularização de Atendimento Rural. A empresa, hoje, é a maior concessionária do país, com 8 milhões de consumidores, e a maior rede de distribuição da América do Sul. São 500 mil quilômetros de extensão, fora as redes em construção.

Na região Sudeste, a empresa é a maior em número de clientes rurais, com 688 mil consumidores ou 2,5 milhões de pessoas que moram fora dos centros urbanos.

No início de 2015, a Cemig tinha 30 mil obras de ligação de consumidores pendentes. Como novas solicitações continuaram a chegar, esse número chegou a 40 mil. A partir do Programa de Regularização de Atendimento Rural, esse número caiu rapidamente para 17,5 mil obras em atraso em janeiro de 2017 e vem só reduzindo. A expectativa é que até o fim deste ano, 100% dos consumidores rurais da área de concessão da empresa sejam atendidos.

O atendimento às propriedades rurais é realizado por conta da própria Cemig, sem qualquer custo para as pessoas atendidas. Além disso, aqueles que possuem o Número de Inscrição Social (NIS), ou seja, os contemplados pelos programas do governo federal, recebem, sem pagar nada, um kit básico para instalação interna, que compreende um padrão de entrada, um ramal de conexão, três lâmpadas fluorescentes e duas tomadas, segundo a organização.