Veja como evitar acidentes com a rede elétrica ao reformar a casa

cuidados construcao civilMuitas pessoas aproveitam o feriado prolongado de carnaval para fazer algum reparo em casa ou mesmo construir. Por isso, a Cemig separou algumas dicas de segurança para que acidentes com a rede elétrica sejam evitados durante o trabalho.

É indispensável que a localização da rede elétrica seja observada ao se iniciar uma obra. De acordo com o engenheiro de segurança Demétrio Aguiar, da Cemig, essa atenção deve ser redobrada quando se faz necessário corrigir a topografia do terreno, instalar andaimes e construir marquises ou sacadas.  “É fundamental observar a localização da rede elétrica para que os serviços sejam realizados com segurança. Em alguns casos, é necessária a instalação de barreiras protetoras para garantir o manuseio seguro de vergalhões, tábuas, canos e outros materiais”, explica.

Para evitar esse tipo de acidente com a rede elétrica, Demetrio alerta que apenas profissionais qualificados devem ser contratados para a execução das obras.

”Pedreiros, técnicos e pintores mais experientes já estão familiarizados com as regras de segurança, como manter distância segura da rede. Mas operadores e motoristas de retroescavadeiras, guindastes e caminhões também devem ter muito cuidado para que, ao içar materiais, não encostem nos fios energizados”, afirma o engenheiro.

De acordo com o especialista, as obras que oferecem maior risco são aquelas realizadas na mesma altura da rede de média tensão, como a reforma de telhado e construção de segundo e terceiro pavimentos, por exemplo. “É preciso ter muito cuidado, porque, na rede de média tensão, não é preciso nem o contato para se machucar. A simples aproximação já pode causar choque de até 13.800 volts, o que provoca queimaduras graves e até mesmo a morte”, alerta Demetrio.

Atenção redobrada

Aqueles que utilizam cabos de rolo de pintura feitos de alumínio ou de outros materiais condutores de eletricidade também devem ser cautelosos. Mas o engenheiro da Cemig alerta que cabos de madeira também conduzem eletricidade ao tocar ou se aproximar da rede de alta tensão e expõem as pessoas ao mesmo risco de choque elétrico. “A  utilização de equipamentos de proteção individuais e coletivospara impedir a queda de nível para trabalhos em altura também são indispensáveis. Boa parte dos acidentes com a rede elétrica são provocadas pela queda e não pelo choque em si, inclusive as fatalidades. Há relatos de trabalhadores que, ao se desequilibrarem de andaimes, tocaram na rede elétrica e foram eletrocutados”, explica Demetrio.

O engenheiro da Cemig também explica que, em alguns casos, é necessária a instalação de barreiras protetoras para garantir o manuseio seguro de vergalhões, tábuas, canos e outros materiais, para impedir a aproximação deles com a rede elétrica. Além disso, como os pavimentos superiores das residências ficam mais próximos dos cabos de energia, deve-se evitar a manipulação de elementos que possam tocar ou se aproximar dos fios de energia.