Archives for

Áudios

Vale Fertilizantes oferece vagas de estágio em Araxá e Tapira

Vale Fertilizantes está com inscrições abertas para o processo seletivo do segundo semestre do Programa de Estágio 2017. Ao todo, serão oferecidas 74 vagas para estudantes do Ensino Superior e Técnico nas unidades de Araxá, Tapira e Uberaba (MG), Cubatão, Cajati, e São Paulo (SP), Catalão (GO) e Rosário do Catete (SE).

Para as unidades de Araxá e Tapira, podem se inscrever no programa alunos que estejam cursando graduação na área de Administração de Empresas e Engenharia Química. Para candidatos de ensino técnico, podem concorrer às vagas alunos de Química, Mecânica, Mineração, Eletrônica, Elétrica, Eletrotécnica, Mineração e Meio Ambiente. Os jovens do ensino técnico devem ter formação prevista entre julho e setembro de 2018 e os estudantes do ensino superior, com graduação entre julho de 2018 e julho de 2019.

Com um processo seletivo que contempla inscrições e provas on-line, triagem de currículos e entrevista, dinâmica de grupo, exames médicos e entrega de documentação, o programa é um tradicional meio de ingresso ao mercado de trabalho. Nele, os estagiários de no mínimo 18 anos, portadores ou não de deficiência física, receberão bolsa-auxílio, vale-transporte ou transporte da empresa, vale-refeição ou alimentação no local, assistência médica e seguro de vida.

“Em mais uma edição do Programa de Estágio, fortalecemos nosso objetivo de contribuir para a formação prática dos estudantes, além de auxiliar o desenvolvimento de suas competências acadêmicas. Na Vale Fertilizantes ele terá o suporte necessário para viver uma experiência enriquecedora, fundamental para o seu crescimento profissional e pessoal”, afirma Rebeca Pittella, gerente de Recursos Humanos da Vale Fertilizantes.

Os interessados devem se inscrever no site www.valefertilizantes.com, na seção Carreiras.

Os candidatos, portadores ou não de deficiência física, podem se inscrever no site www.valefertilizantes.com, na seção Carreiras, entre os dias 23 de maio e 06 de junho. Para todas as vagas, os candidatos devem estar matriculados em instituições de ensino reconhecidas pelo MEC (Ministério da Educação).

Curso de Engenharia Ambiental do UNIARAXÁ celebra Dia Mundial da Água

Ambiental (1)Em comemoração ao Dia Mundial da Água, celebrado no dia 22 de março, as professoras do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária do UNIARAXÁ, Caroline de Andrade Gomes da Cunha e Juliana de Fátima da Silva, juntamente com os alunos do referido curso realizaram inúmeras palestras com o tema “Recursos hídricos e Saneamento” durante o mês de março nas Escolas Estaduais Luiz Antônio Correia de Oliveira (Polivalente), Dom José Gaspar e Armando Santos, para aproximadamente 240 alunos.
Foi abordada a importância da água para o desenvolvimento das diversas atividades econômicas existentes, além do acesso à água potável para abastecimento humano e dessedentação animal.
Ao final de cada palestra, as professoras solicitaram a seleção de alguns alunos para a participação em um projeto futuro de montagem de um vídeo que irá apresentar o panorama do saneamento na cidade de Araxá. Esse vídeo será produzido com o auxílio de alunos do Curso de Engenharia Ambiental e Sanitária do UNIRAXÁ, além do trabalho voluntário de profissionais da área.
Além das palestras realizadas nas escolas, todos os alunos do Curso de Engenharia Ambiental e Sanitária participaram de uma palestra com a engenheira ambiental Nayana Graziele Silva, ex professora da instituição e funcionária da Vale Fertilizantes Uberaba, e com o biólogo Rodrigo Machado Ribeiro, educador ambiental da Sala Verde do Instituto de Planejamento e Desenvolvimento Ambiental de Araxá (IPDSA).

Cemig alerta para incidência de raios durante tempestades em MG

raiosO período chuvoso, que se estende de outubro a abril, é marcado pelo aumento da incidência de raios. Por esse motivo, a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) alerta a população sobre os riscos de acidentes com descargas elétricas, durante as pancadas de chuva comuns nesta época do ano, e ressalta os cuidados durante esses fenômenos climáticos.

Minas Gerais é um dos locais que mais registram a ocorrência de raios por ano. Nos últimos 18 anos, a média anual do Estado é de 935 mil descargas atmosféricas.  Somente em 2016, os raios causaram 34.787 interrupções de energia em Minas, sendo 8.573 apenas no Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba.

De acordo com o meteorologista da Cemig, Arthur Chaves, o Estado tem características geográficas e meteorológicas que contribuem para a grande incidência de descargas atmosféricas.

“As regiões mais atingidas, como o Sul de Minas, Zona da Mata e Região Central de Minas, incluindo a Região Metropolitana de Belo Horizonte, estão, frequentemente, sob o efeito de fenômenos meteorológicos, como frentes frias e linhas de instabilidade – que provocam as pancadas de chuva fortes e de curta duração que podem causar alagamentos. Outro fator que contribui para a ocorrência de eventos severos é a interação com o relevo, que é bastante complexo nestas regiões”, afirma o meteorologista.

Em Minas, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Juiz de Fora é historicamente a cidade com maior incidência de raios, com uma densidade de 17,03 descargas por quilômetro quadrado ao ano. Em seguida, vem as cidades de Belmiro Braga e Matias Barbosa, com densidades de 16,74 e 16,63, respectivamente.

Segurança durante tempestades

O engenheiro de Tecnologia e Normalização da Cemig, Demetrio Venicio Aguiar, destaca alguns procedimentos básicos que devem ser adotados durante as tempestades. Segundo o especialista, todos os equipamentos elétricos devem ser retirados das tomadas, evitando riscos de queimar os aparelhos ou até à segurança das pessoas.

“Apesar da rede elétrica possuir dispositivos de proteção contra sobretensões, durante as chuvas o raio pode cair nos fios da rede elétrica e, apesar de remota, existe a possibilidade de chegar às residências por meio da fiação, podendo atingir os aparelhos e até os moradores se estiverem em contato com eles”, destaca.

Outro ponto importante é que, durante períodos de rajadas de ventos e descargas atmosféricas, as antenas de TV podem se desregular. “Se isso acontecer, ninguém deve subir nos telhados para ajustá-las, pelo risco de queda, de choque elétrico e de ser atingido por um raio”, explica o engenheiro da Cemig.

De acordo com o engenheiro, se houver a necessidade de utilizar o telefone durante as tempestades, a melhor opção é o celular, desde que o aparelho não esteja conectado na tomada, ou o telefone sem fio. Também é recomendado evitar a permanência em lajes altas ou locais descampados, jamais se abrigar embaixo de árvores e evitar o uso do chuveiro elétrico.

Demetrio Venicio Aguiar alerta, ainda, para os danos que as descargas elétricas podem provocar no corpo humano. “O raio provoca queimaduras gravíssimas e pode provocar parada cardiorrespiratória, que pode levar a pessoa à morte”, alerta.

O Cemig ressalta que a instalação de um sistema de prevenção contra descargas atmosféricas (SPDA) é fundamental. Vale ressaltar que somente profissionais devidamente treinados e qualificados podem instalar estes sistemas e executar as manutenções periódicas necessárias para o desempenho correto de suas funções.

Uma das ocorrências mais graves em redes de distribuição é o fio partido, que acontece, na maioria das vezes, em dias de eventos climáticos de grande vulto, como tempestades ou ventanias. “Caso alguém se depare com um cabo partido, é imprescindível que se mantenha distante do local, se possível não permitindo que outras pessoas se aproximem, e ligue imediatamente para o Fale com a Cemig, no telefone 116, que funciona 24 horas por dia.”

Nova Diretoria 2016/2017 do Rotary Club Araxá é empossada

Posse Rotary1A noite da última quarta-feira, 13, foi solene para a comunidade do Rotary Club Araxá, que empossou o novo presidente da Gestão 2015/2016, professor Válter Gomes. A Casa da Amizade também tem nova presidente, Roselia de Oliveira Campos. Amanda Lamboia Silva é a nova presidente do Rotaract.
Para a Gestão 2016/2017, Válter Gomes acredita que o trabalho voluntário, em benefício do próximo, também é uma forma de retribuir o que é conquistado ao longo da vida. “Por mais atarefados que estejamos frente às nossas atividades profissionais, estudantis e familiares, ainda podemos dispender um pouco de tempo como forma de retribuição aos benefícios que auferimos junto à comunidade em que vivemos”, afirma.
Ele destaca que os rotarianos exercem com maestria esse papel cidadão. “Os ideais rotários do servir, do profissionalismo, da conduta exemplar, da cooperação, da luta pela paz, do verdadeiro, justo e ético, tem como objetivo melhorar a vida em comunidade. Para isto, cada cidadão deve fazer a sua parte. Sou feliz por, através do Rotary e dar a minha contribuição”, afirma o novo presidente do Rotary Club Araxá.
A solenidade de posses foi realizada na Pousada Dona Beja e contou com diversas autoridades, entre elas o prefeito Aracely de Paula; a vice-prefeita Lídia Jordão, o presidente do Rotary Club Araxá Sul, José Humberto Borges de Oliveira; o representante da Distrital da área ll do Rotaract, Maicon Cardoso, a vice-presidente do Rotaract Distrito 4770, Alessandra Nascimento; O diretor do Cefet-Araxá, professor Henrique José Avelar; a presidente da Acia, Marinez Gotelip; a secretária municipal de educação, Gessy Glória Lemos; o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Parcerias, Geraldo Lima Junior; e o juiz de Direito, Dr. Rodrigo da Fonseca Caríssimo.