Archives for

Esportes

Programa da Cemig conscientiza empregados sobre como destinar recursos a instituições de bem-estar social por meio do Imposto de Renda

esporte 2Desde a última quinta-feira (7/3), os brasileiros que receberam rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2018 devem declarar o Imposto de Renda (IR). O prazo para a entrega é até 30 de abril, mas o que muitos não sabem é que o cidadão que faz a declaração pelo modelo completo pode destinar até 6% do seu imposto devido aos Fundos da Infância e do Adolescente (FIAs).

As leis federais de incentivo também permitem que as empresas destinem até 1% do seu tributo devido. Algumas, além de fazer a destinação do valor, conscientizam e incentivam os seus funcionários sobre a destinação do IR devido. A Cemig, por exemplo, por meio do Programa de Voluntariado Empresarial, possui um projeto denominado “AI6% – Formando Cidadãos”. Essa iniciativa contribui com centenas de entidades beneficentes, tanto destinando 1% do seu imposto devido, quanto incentivando os seus empregados a destinarem até 6% do IR devido para os FIAs.

A última campanha da Cemig envolveu a participação de 1.788 funcionários, que destinou recursos para 89 municípios, beneficiando 169 instituições. O montante destinado pelos empregados foi de R$ 1,3 milhão, e o investido pela Empresa foi de R$ 1,7 milhão. No total, foram aportados cerca de R$ 3 milhões para atendimento a, aproximadamente, 25 mil crianças e adolescentes.

Como fazer a doação

No ato da declaração, as pessoas podem contribuir com os projetos sociais dos FIAs, destinando até 3% do seu imposto devido. O montante a ser destinado é indicado pelo próprio programa da Receita Federal e o contribuinte não tem nenhum ônus com esse tipo de “doação”, já que na verdade trata-se apenas de um redirecionamento do imposto de renda devido a uma instituição beneficente.

Outra forma de efetivar essa doação é destinando até 6% do IR devido, se pessoa física, e até 1%, se pessoa jurídica, até o último dia bancário do ano base. Neste caso, o contribuinte precisa realizar a destinação para um Conselho da Criança e do Adolescente de sua preferência e informar que realizou essa doação em sua declaração. O valor doado no ano anterior retorna para a pessoa, adicionado ao imposto de renda a ser restituído ou reduzindo o imposto de renda a ser pago.

Apadrinhamento

Atualmente, a Cemig possui cerca de cem padrinhos de instituições que buscam captar recursos do Imposto de Renda devido dos empregados para essas organizações. Além disso, a companhia destina 1% do imposto devido para dividir igualmente a essas instituições. Ano passado, foram R$ 1,7 milhão divididos de forma igual para 169 entidades.

Projeto Bom de Bola, Bom na Escola‏

bomdebola003Em parceria com a Prefeitura Municipal, o Araxá Esporte lançou o projeto “Bom de Bola, Bom Na Escola” que contempla 20 meninos de 12 a 14 anos atendidos pelas duas unidades do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) situadas nos bairros Abolição e Francisco Duarte. A solenidade foi promovida nesta quarta-feira (11), no Estádio Municipal Fausto Alvim.

O lançamento do projeto contou com as presenças do prefeito Aracely dePaula, da vice-prefeita e secretária municipal de Saúde, Lídia Jordão, do assessor municipal de Esportes Amador e Rural, Germano Afonso, dos secretários Coronel Edson Justino Barbosa (Ação e Promoção Social) e Lucimary Ávila (Assuntos do Gabinete) do presidente do Araxá Esporte, Dailsom Lettieri, da promotora de Justiça da Infância e Juventude, Dra. Mara Lúcia Silva Dourado, e demais representantes do Poder Público e do clube profissional.

O projeto é uma contrapartida ao repasse de R$ 100 mil da Prefeitura Municipal para custeio do Araxá Esporte na primeira fase do Módulo II do Mineiro. “Já alguns anos estamos com projeto de base através da Lei de Incentivo ao Esporte, mas tinha pela parte nossa uma intenção de envolver o Poder Público. Através da sensibilidade do prefeito Aracely de Paula, nós conseguimos que isso se realizasse. Então, o Araxá hoje vai dar sequência ao trabalho social”, diz Dailsom.

O assessor Germano Afonso avalia positivamente a parceria. “Essas crianças da periferia muitas vezes não têm condições de ir ao Fausto Alvim e nem ver o jogo do Araxá Esporte, mas querem uma identificação maior com o time. Elas vão treinar no mesmo lugar que a equipe profissional está treinando. Tem o lado social, mas o esportivo também”, reforça.

Para o prefeito Aracely, a união dos dois setores, educação e esporte, em prol do social é uma sintonia simbólica do melhor caminho a ser trilhado pelas crianças. “Acho que é uma iniciativa extremamente válida, temos que acreditar e apostar nesse projeto. Por isso que estamos ao lado do Araxá Esporte, dos nossos secretários e da imprensa fazendo realmente uma atividade que Araxá estava carente há muito tempo”, conclui o prefeito.

O tempo de duração do projeto é até agosto, mês que marca o fim da atual diretoria do Araxá Esporte, podendo posteriormente ser renovado com a Administração Pública. A coordenação é do ex-jogador do clube, Dedé. Os jogadores do atual plantel, Dudu Araxá e Fernando Augusto, pratas da casa, também marcaram presença no evento para dar incentivo aos garotos.