Archives for

Educação

“Pimentas Nucleares” estão sendo cultivadas no UNIARAXÁ

pimentas nucleare (6)Uma atividade diferente está sendo desenvolvida no Campo Experimental do Centro Universitário do Planalto de Araxá (UNIARAXÁ). Estudantes do Curso de Agronomia estão participando do cultivo de pimentas especiais; originárias de vários países. O diferencial desse cultivo está na quantidade de substâncias que provocam a “ardência” que a pimenta consegue armazenar.

Ao todo, estão sendo plantadas cinco espécies: Jalapeño (originária do México); Naga Morich e Bhut Jalokia (originárias da Índia); 7pot Backarrope e Trinidad Scorpion Moruga (originárias de Trinidad e Tobago). Fora a pimenta Jalapeño, todos os outros cultivares são denominados de “pimentas nucleares”. “Para termos uma ideia, a nossa conhecida Malagueta tem uma ardência em torno de 70.000 SHU; ou seja, as pimentas nucleares podem chegar a ser 20 vezes mais picantes”, explica o Professor do UNIARAXÁ, Tony Márcio da Silva.

A ideia inicial do cultivo surgiu, a partir de uma conversa informal entre o Professor Tony e seus amigos, proprietários de uma fábrica em Ribeirão Preto (SP), conhecida por desenvolver molhos e conservas com essas espécies de pimentas. “No início a expectativa era criar condições de cultivo, por meio de pesquisas para viabilizar, no futuro, uma produção em escala maior para suprir a necessidade da fábrica. Mas, à medida que o projeto foi se desenrolando, a curiosidade em explorar essa área pouco conhecida foi de consenso mútuo; tanto minha quanto dos proprietários da microempresa”, conta Tony.

Alguns fatores são muito importantes no cultivo das pimentas; a saber: temperatura, umidade, luminosidade, solo e rega. As pimenteiras podem ser cultivadas em faixa de temperatura ampla – entre os 16ºC e os 34ºC. A região de Araxá pode ser considerada ideal para a maioria dos cultivares, devido a esse fator. Em relação à umidade, algumas variedades precisam de um clima úmido constante; outras gostam de um clima mais seco, como a Jalapeño. Como os cultivos são feitos em vasos, é possível fazer um controle, de acordo com a necessidade da planta. Toda pimenteira gosta de alta luminosidade; porém, é preciso evitar o sol diretamente nelas. Outro ponto importante é a necessidade de regá-las com frequência, de forma que a terra do vaso se mantenha úmida; sem que esteja encharcado para não atrapalhar o desenvolvimento da planta.

“Há uma carência no que se diz respeito aos conhecimentos técnicos e científicos para os cultivares de pimenta; os quais incluem, principalmente, as pimentas nucleares; como as que cultivamos no UNIARAXÁ”, comenta o Professor Tony. O estudo das pimentas nucleares, no Centro Universitário, sob a supervisão do

Professor Tony Silva, complementará a linha de pesquisa já estabelecida, que é a aplicabilidade de substâncias húmicas no desenvolvimento e produtividade de diversos cultivos. “Projetos de Iniciação Científica, e Trabalhos de Conclusão de Curso estão em andamento. A proposta é avaliar os níveis de armazenamento do princípio ativo, em função da concentração de substâncias húmicas aplicadas. Paralelamente, pretende-se desenvolver, na área da Cosmetologia, produtos incrementados com o princípio ativo das pimentas (Capsaicina); que têm se demostrado muito eficiente em diversos tratamentos na área da saúde”, diz Tony.

Curiosidades sobre a pimenta

A pimenta tem aplicabilidade em toda a culinária. É utilizada em pratos quentes, frios, salgados, doces; e, em bebidas alcoólicas. Ela pode servir tanto como tempero, quanto para realçar sabores. Além da culinária, o princípio ativo da pimenta (Capsaicina), substância responsável pela ardência, tem atividade anti-inflamatória e analgésica; podendo ser utilizada para o tratamento de dores, causadas por doenças reumáticas. O composto, também, tem efeito antioxidante e protetor do sistema cardiovascular. Outras propriedades das pimentas: Fortalece o sistema Imunológico; previne determinados tipos de câncer; acelera o metabolismo; previne o diabetes; descongestiona as vias nasais; melhora a circulação; combate a depressão

Atendimentos Jurídicos na Câmara Municipal de Araxá

A solenidade em comemoração aos 20 anos do Serviço de Assistência Judiciária do Curso de Direito do Centro Universitário do Planalto de Araxá (UNIARAXÁ) acontecerá na próxima segunda-feira (08), na Câmara Municipal de Araxá, às 14 horas.

O evento contará com a presença de vereadores, profissionais do Núcleo de Prática Jurídica (NPJ), coordenação e estudantes do Curso de Direito do UNIARAXÁ, além de profissionais da área de Direito.

A abertura solene inaugurará a Semana de Atendimentos Jurídicos Gratuitos à população araxaense, no espaço da Câmara Municipal de Araxá. Trata-se de uma parceria entre o UNIARAXÁ, através do Curso de Direito, e a Câmara Municipal. Este atendimento acontecerá entre os dias 08 e 12 de abril, das 13 às 16 horas.

Após a solenidade os estagiários do Serviço de Assistência Judiciária, acompanhados das respectivas advogadas, darão início aos atendimentos jurídicos à população.

Pré -Fliaraxá realiza atividades e lança o Prêmio de Redação 2019

fliaraxaNa próxima semana, de 2 a 5 de abril, terça a sexta-feira, acontecerão bate-papos, roda de leitura e contação de histórias dentro das atividades do Pré-Fliaraxá, que tem por objetivo preparar a cidade para receber o Festival Literário de Araxá, que acontecerá em junho. Na programação também está o lançamento da edição de 2019 do Prêmio de Redação Maria Amália Dumont, concurso realizado pelo Fliaraxá, destinado aos estudantes das escolas públicas e particulares de ensino médio e fundamental de Araxá. Todas as atividades são gratuitas. 

No dia 2 de abril, terça-feira, às 19h30, haverá bate-papo com o gestor Pierre André Ruprecht, diretor-executivo da Associação Paulista de Bibliotecas e Leituras (SP Leituras), para falar sobre o tema “O Papel da Biblioteca Pública na Atualidade”. A mediação será feita pelo jornalista César Campos. O evento acontecerá no Salão do Tribunal do Júri no UniAraxá, na Av. Min. Olavo Drummond, 05, São Geraldo/Araxá.

No dia 3 de abril, quarta-feira, às 15h, ocorrerá Roda de Leitura Virtual, com os curadores locais do Fliaraxá, os escritores Rodrigo Feres, Rafael Nolli e Luiz Humberto França. No evento, eles irão conversarão pela internet com os leitores e contarão detalhes sobre os preparativos para o Fliaraxá 2019 e as novidades desta edição. Levando em conta o tema do festival, “Literatura, Leitura e Imaginação”,  irão destacar a grade da programação local, que terá como patrona Maria Santos Teixeira. Quem não puder ir até o local, poderá assistir pelas redes sociais e interagir com os curadores por meio do Instagram da Livraria Nobel Araxá no endereço web: @nobelaraxa. A mediação será feita pela livreira Talita Tavares. A Livraria Nobel fica na Rua Dom José Gaspar 267, Centro/Araxá. 

No dia 4 de abril, quinta-feira, às 19h30, haverá bate-papo com o escritor Leo Cunha, curador da programação infantil do Fliaraxá. No evento, o premiado escritor infanto-juvenil, autor de mais de 60 livros vai falar sobre o tema “A literatura infantil no Fliaraxá: poesia, humor e imaginação”. O autor também abordará sobre o seu processo de criação e do cenário atual da literatura para crianças. No encontro também acontecerá o lançamento da edição 2019 do Prêmio de Redação Maria Amália Dumont, que tem por objetivo revelar novos talentos, promover a literatura nacional e incentivar o hábito da leitura. Na oportunidade, será apresentado o tema da redação “Leitura e Imaginação” e distribuídos o regulamento, a folha de redação e o termo de autorização. O evento será no Auditório da Associação Comercial (Acia), na Avenida Getúlio Vargas, 365, Bairro Centro/ Araxá. 

E na sexta-feira, dia 5 de abril, às 14h, o grupo Semeando Histórias desembarca na Associação de Pais e Amigos do Excepcionais (APAE), uma das entidades mais antigas de Araxá. A instituição realiza diversos atendimentos nas áreas de educação, saúde e assistência social. O objetivo do encontro é tornar o dia das crianças e adolescentes mais divertido com brincadeiras e contação de histórias de livros clássicos de autores nacionais. A APAE fica na Avenida Imbiara, 1.920, Bairro Sagrada Família/ Araxá. 

Sobre o VIII Fliaraxá

A oitava edição do Fliaraxá – Festival Literário de Araxá – vai acontecer entre 19 e 23 de junho, quarta a domingo, no Tauá Grande Hotel de Araxá. O motivo da escolha deste período do ano é dos mais importantes: em  19 de junho, sexta-feira, faz aniversário de 180 anos o nosso maior escritor, Machado de Assis que torna-se, assim, o Patrono do Festival. Dando sequência à política de aproximação com a literatura lusófona, o Autor Homenageado será Valter Hugo Mãe. E o tema, “Literatura, Leitura e Imaginação”, onde  todos os gêneros, estilos e possibilidades do livro e seus conexos, como cinema, teatro e música serão explorados. Os curadores serão Heloisa Starling e Sergio Abranches, além de  Afonso Borges, que é o idealizador do Festival.

O Fliaraxá é uma realização da Associação Cultural Sempre um Papo, CBMM e do Ministério da Cidadania, via Lei Federal de Incentivo à Cultura, da Secretaria Especial de Cultura do Governo Federal.  Todas as atividades são entrada franca.

Araxaense se destaca em workshop sobre Gestão de Pessoas na Espanha

Ricardo Ramalho (1)Os professores do Centro Universitário do Planalto de Araxá (UNIARAXÁ) estão participando, ativamente, de eventos acadêmicos internacionais. Entre os últimos dias 26 e 28/02, o Coordenador dos Cursos EAD em Gestão de Recursos Humanos, Gestão Comercial e Logística; e, também, responsável pela Coordenadoria de Recursos Humanos da Instituição, Professor Ricardo Ramalho, participou, na Espanha, do Workshop Internacional, promovido pelo Instituto de Administración y Economía de las Empresas da Universidade de Salamanca. O tema do evento foi “Recursos Humanos e Transformação Social: trabalho, ética e tecnologia digital”.

No Workshop, Ricardo Ramalho compartilhou os resultados preliminares de sua dissertação, que aborda a problemática “Representações Sociais”. “O enfoque do evento foi o novo mundo do trabalho, reconfigurado pela tecnologia digital. No Instituto, reuniram-se investigadores e profissionais da área de Gestão de Pessoas, com o objetivo de refletir sobre os desafios contemporâneos da realidade laboral. Estiveram no centro do debate, os desafios que o trabalho da atualidade coloca às pessoas, às Organizações e aos profissionais que intervêm sobre esta realidade”, conta Ricardo.

O Professor visitou, ainda, a Universidade Europeia de Madrid; promotora do Workshop, em parceria com a Universidade de Salamanca. Lá, ele e outros participantes foram recepcionados pelo Vice-reitor da Universidade, Dr. Carlos Duarte, que apresentou toda a estrutura e as metodologias ativas, adotadas pela Instituição. “A experiência, tanto organizacional quanto acadêmica, é muito importante para todos os envolvidos. Agora, o nome do UNIARAXÁ está conhecido em terras hispânicas, também”, comenta.