Archives for

Segurança

Veja como evitar acidentes com celulares e dispositivos móveis

man is turning off  power adapters for mobile phonesAparentemente inofensivos, smartphones e outros dispositivos móveis podem provocar acidentes graves e até mesmo fatais. Segundo dados da Associação Brasileira de Conscientização dos Perigos de Eletricidade (Abracopel), em 2018 foram registrados 41 acidentes com celulares no Brasil, que resultaram em 23 mortes.

O engenheiro de Segurança do Trabalho Demetrio Aguiar, da Cemig, explica que o uso desses aparelhos enquanto estiverem conectados à tomada superaquece as baterias e os componentes internos, o que pode resultar em explosão ou em danos irreparáveis ao dispositivo.

Carregadores falsificados também pode danificar os dispositivos móveis, já que a produção deles não atendem aos padrões internacionais exigidos pelos fabricantes regularizados. “Eles têm um preço bastante atrativo, mas não trazem segurança alguma”, ressalta Demetrio Aguiar.

“O carregador ‘pirata’ é feito de forma relativamente simplificada. Alguns itens importantes para a segurança dos usuários são inexistentes. Nos casos em que o carregador apresenta defeito, há o risco de a tensão de entrada, que é de 127 ou 220 volts chegar à saída, podendo danificar o aparelho, ocasionando, ainda, choque elétrico, explosões e princípios de incêndio. Por isso, o ideal é desconectá-lo do carregador ao atender chamadas ou enviar mensagens”, orienta o engenheiro. O mesmo vale para carregadores portáteis (“powerbanks” e capas carregadoras).

O carregamento deve ser feito com o aparelho sobre uma superfície lisa e bem ventilada sem a capinha de proteção para melhorar o arrefecimento, livre de materiais combustíveis como tecidos de toalhas de mesa, cortinas, forração de sofás, entre outros. “Em caso de princípio de incêndio, tais materiais queimarão com facilidade e propagarão as chamas a outros ambientes”, alerta Demetrio.

O especialista destaca também que dispositivos móveis devem ser evitados em alguns ambientes. “O uso em banheiros e cozinhas é ainda mais preocupante, pois esses locais contêm água nas pias, lavatórios e vasos sanitários. Se um aparelho entrar em contato com a água, ele pode estragar e, caso esteja conectado ao carregador, até provocar choque elétrico na pessoa que o manuseia”, afirma.

Outro alerta importante é que, durante as tempestades, o smartphone ou tablet só poderá ser utilizado se ele não estiver conectado ao carregador. Isso porque os raios podem percorrer a rede elétrica do imóvel e atingir o carregador do dispositivo. Eventuais instabilidades na rede elétrica também podem facilitar a passagem de corrente através do carregador.

Há locais em que o uso de celulares é proibido, a exemplo de postos de combustíveis e em alguns ambientes industriais. Deve-se  seguir a sinalização de orientação desses locais.

Brasil teve mais de 600 mortes causadas por acidentes com a rede elétrica em 2018

No ano passado, foram registrados 1.424 acidentes com origem elétrica em todo o país, sendo 836 choques, 537 incêndios por sobrecarga ou curto-circuito e 51 descargas atmosféricas (raios). Isso representou um aumento de 2,67% em comparação ao ano anterior, e de 37,2% em relação a 2013, quando a Abracopel iniciou o levantamento das informações.

Desse total de acidentes, foram registradas 622 mortes por choques elétricos, 61 mortes por incêndios (nove delas no incêndio do Edifício Wilton Paes de Almeida, na capital paulista) e 38 mortes por raios.

O número de mortes por choques elétricos caiu em 2018, com cinco mortes a menos que em 2017. No entanto, o número de mortes por incêndios originados em sobrecarga da rede elétrica dobrou, passando de 30 casos no ano anterior para 61 em 2018.

Tempestades de verão podem provocar acidentes com energia elétrica

Raios em BH - Demetrio Aguiar-CemigAlém das altas temperaturas, o verão do Sudeste brasileiro é caracterizado pelas tempestades que acontecem, principalmente, nos fins de tarde. Por isso, a população deve ficar atenta aos perigos desse fenômeno meteorológico, como a ocorrência de raios, rajadas de ventos e inundações.

Como o Brasil está localizado em uma zona tropical, o clima quente favorece a formação de tempestades. No país, é registrada uma das maiores incidências de descargas atmosféricas do planeta. Anualmente, mais de 1 milhão de raios são contabilizados em apenas em Minas Gerais, e essas descargas atmosféricas podem causar acidentes com a população e danos ao sistema elétrico.

De acordo com o engenheiro de segurança do trabalho da Cemig Demetrio Aguiar, alguns procedimentos devem ser adotados pela população durante as tempestades, como desligar das tomadas os equipamentos elétricos, evitando o risco de queima e à segurança das pessoas. “Ocorre da seguinte forma: durante as chuvas, o raio pode cair nas proximidades da edificação ou até mesmo na rede elétrica e chegar às residências por meio da fiação, podendo atingir os moradores. Mas é importante salientar que os equipamentos devem ser desligados antes da tempestade começar, pois há risco de choque elétrico se isso for feito durante a chuva”, explica o engenheiro.

Demetrio Aguiar alerta, ainda, para os danos que as descargas elétricas podem provocar no corpo humano: “O raio provoca queimaduras gravíssimas e pode provocar parada cardiorrespiratória, que leva inclusive à morte”.

As tempestades também podem causar rompimento de fios elétricos da rede de energia. Nesse caso, é imprescindível que todos se mantenham distantes do local. “Caso alguém se depare com um cabo partido, nunca deve aproximar-se ou tocar a fiação e, se possível, não deve permitir que outras pessoas se aproximem também.  Nestes casos, a recomendação é ligar imediatamente para o Fale com a Cemig, no telefone 116, que funciona 24 horas por dia”, destaca Demetrio

O mesmo cuidado deve ser tomado em caso de queda de árvores sobre as vias públicas, pois elas podem cair sobre as redes elétricas e trazer consigo fios elétricos possivelmente energizados que ficam escondidos sob as folhas e podem causar acidentes graves.

Veja outras dicas de segurança durante tempestades:

·             Durante períodos de rajadas de ventos e descargas atmosféricas, a antena de TV pode ficar desregulada. Se isso acontecer, não suba no telhado para ajustá-la, pelos riscos de queda, choque elétrico e de ser atingido por um raio.

·             Se houver a necessidade de utilizar o telefone durante as tempestades, a melhor opção é o telefone sem fio ou o celular, desde que o aparelho não esteja conectado na tomada.

·             Evite a permanência em lajes altas ou locais descampados, jamais se abrigue embaixo de árvores e evite o uso do chuveiro elétrico.

Posicionamento – Vale Fertilizantes – Vazamento de Gás

Durante uma operação de partida em uma das unidades industriais do Complexo Mineroquímico de Araxá da Vale Fertilizantes, por volta de 12h de hoje (17/02), houve um problema na válvula controladora que resultou na liberação limitada de gás NH3 (amônia).

Seguindo as diretrizes de segurança da empresa, o alarme foi acionado e houve a evacuação imediata da unidade atingida pelo gás. Todas as pessoas que estavam na área foram direcionadas para lugares seguros dentro do complexo (conhecidos como pontos de apoio).

A emergência foi completamente controlada por volta das 13h. A comunidade próxima não foi afetada.

Nove pessoas, incluindo um empregado da Vale Fertilizantes e oito de empresas prestadoras de serviços, se sentiram mal e foram atendidos prontamente. Na sequência foram encaminhados aos serviços de saúde da cidade, onde permanecem em observação. A empresa está acompanhando e dando toda assistência a essas pessoas.

A Vale Fertilizantes realiza treinamentos e simulados de emergência durante o ano, orientando seus empregados próprios e de empresas parceiras a agirem corretamente em caso de um imprevisto.

A empresa está apurando e detalhando as causas do incidente.

NOTÍCIA: Projeto Bombeiro Mirim será realizado em 2015

visita_bombeiro3O Comandante do 6º Pelotão do Corpo de Bombeiros de Araxá, 2º Tenente Luiz Ricardo de Oliveira, esteve hoje (05), na Câmara Municipal, entregando em todos os gabinetes dos vereadores, cópia do Projeto Bombeiro Mirim, que será iniciado no segundo semestre de 2015, com apoio da Prefeitura Municipal, Vale e Sest/Senat.

Inicialmente, o projeto atenderá 25 alunos, de ambos os sexos, da rede municipal de ensino, com faixa etária de nove a 11 anos. E no primeiro semestre de 2016, o curso contará com outros 25 alunos, também de ambos os sexos, com faixa etária de 12 a 15 anos.

O projeto se justifica principalmente na educação preventiva, cidadania, integração e empatia, já que os bombeiros simbolizam também a figura de um herói. O vereador Fabiano Santos Cunha, vice-presidente da Câmara Municipal de Araxá, que pleiteou a implantação do projeto via tribuna do Plenário Guilherme Gotelip Neto em 2014, parabenizou o comandante Luiz Ricardo e os parceiros envolvidos, afirmando que será um projeto referência em Araxá.

Com Ascom Vereador Fabiano Santos Cunha