Archives for

Notícias – Araxá

Cemig é líder global em gestão sustentável da água

UHE Tres Marias e importante para os multiplos usuarios da agua da regiaoSer uma empresa reconhecida por sua excelência em sustentabilidade. Esse é um dos principais objetivos da Cemig, que tem sido destacado por premiações internacionais. Pouco depois de ser eleita uma das 20 empresas mais sustentáveis do mundo, a companhia foi reconhecida, pela primeira vez, como líder global em gestão sustentável da água, integrando a Lista A do CDP Segurança Hídrica, sendo a única empresa do setor elétrico da América Latina a alcançar essa pontuação. Water security (ou, em tradução literal, segurança hídrica) representa a disponibilidade confiável de uma quantidade e qualidade aceitável de água para a saúde, meios de subsistência e produção, juntamente com um nível aceitável de riscos relacionados à água.

Nessa premiação, a Cemig foi destacada  pelo gerenciamento sustentável dos recursos hídricos, com base nos dados enviados pela empresa por meio do questionário de segurança hídrica do CDP – 2019. A companhia é uma das poucas empresas de alto desempenho dentre as milhares que foram analisadas. Apenas 71 empresas de vários segmentos de negócios integram a lista A, e, no Brasil, somente outras duas empresas receberam o reconhecimento: Braskem e Klabin.

Para o presidente da Cemig, Reynaldo Passanezi, a inclusão na Lista A do CDP é um reconhecimento da excelência nos processos de monitoramento climatológico, monitoramento da água, gestão segura dos reservatórios e relacionamentos com as partes interessadas

“Um dos nossos principais compromissos é com a sustentabilidade. A Cemig possui um processo de excelência na gestão de suas usinas e esse reconhecimento significa que não apenas estamos garantindo a receita da empresa nos empreendimentos de geração hidrelétrica, mas também atuando de forma sustentável para as comunidades que dependem desse recurso para abastecimento humano e para a produção econômica”, afirma.

O diretor da Cemig Geração e Transmissão, Paulo Mota, destacou a importância que a qualidade da água tem para os negócios da companhia.  “Água é o recurso estratégico do qual o negócio da Cemig depende, já que quase 97% da energia elétrica gerada é proveniente de usinas e centrais hidrelétricas. A empresa reconhece seu papel na conservação desse recurso e, por isso, fazemos um intensivo e apurado controle da água para a produção de energia elétrica”, explica.

O parque gerador da Cemig possui 80 usinas hidrelétricas  e tem capacidade instalada de 5,9 megawatts.

Usinas foram importantes para abastecimento de água

A atuação da Usinas de Três Marias e da Pequena Central Hidrelétrica (PCH) Rio de Pedras, em Itabirito, para garantir o abastecimento de água da população foi destaque no questionário. Três Marias é importante para garantir o uso múltiplo da água e garantir o abastecimento para cidades abaixo da usina e também para o Projeto Jaíba.

Já a PCH Rio de Pedras foi importante em um momento de crise hídrica na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Em 2018, devido à estiagem prolongada na bacia do Rio das Velhas, o abastecimento de 50% da população da RMBH foi comprometido. Por isso, foi criado um Grupo Gestor de Vazão Alto Rio das Velhas que propôs e executou a gestão e a operação integrada dos reservatórios do rio, entre eles da PCH Rio de Pedras, com o objetivo de preservar os estoques de água da estação de tratamento que atende a região.

Metodologia do CDP Segurança Hídrica

O processo anual de divulgação e pontuação ambiental do CDP é amplamente reconhecido como o padrão-ouro de transparência ambiental corporativa. Em 2019, mais de 525 investidores com mais de US$ 96 trilhões em ativos e 125 grandes compradores com US$ 3,6 trilhões em contratos solicitaram às empresas que divulguem dados sobre impactos, riscos e oportunidades ambientais através da plataforma do CDP, e mais de 8.400 empresas responderam.

Uma metodologia detalhada e independente é usada pelo CDP para avaliar essas empresas, alocando uma pontuação de A a D – com base na abrangência da divulgação, conscientização e gerenciamento de riscos ambientais e demonstração das melhores práticas associadas à liderança ambiental, como estabelecer metas e objetivos ambiciosos. Aqueles que não divulgam ou fornecem informações insuficientes são marcados com um F. Mais informações neste link.

Sobre o CDP

O CDP é uma organização sem fins lucrativos que opera o sistema global de divulgação para que investidores, empresas, cidades, estados e regiões gerenciem seus impactos ambientais. Nos últimos 15 anos, o trabalho do CDP contribuiu para ajudar as empresas a identificarem os riscos e oportunidades relacionados à mudança climática e segurança hídrica e viabilizou iniciativas de engajamento com fornecedores, além de disponibilizar os dados corporativos sobre as mudanças climáticas para o mercado.

As empresas que divulgam suas informações nos questionários CDP são consideradas pelos investidores como empresas transparentes e que são capazes de gerenciar estrategicamente seus riscos ambientais.

Cemig orienta sobre segurança com a rede elétrica durante enchentes

Devido às fortes chuvas dos últimos dias em Minas Gerais, muitas cidades do estado estão sendo afetadas pelas enchentes. Nessas condições, é necessário que a população redobre os cuidados com a rede elétrica, para evitar acidentes, choques ou perdas dos equipamentos.

O engenheiro de segurança do trabalho Demetrio Aguiar, da Cemig, destaca que água e energia elétrica não combinam. “Caso as pessoas se deparem com um fio partido, elas  não podem se aproximar ou tocar no cabeamento e, se possível, não devem permitir que outras pessoas se aproximem também. A recomendação é telefonar imediatamente para o Fale com a Cemig, no telefone 116, que funciona 24 horas por dia”, afirma.  O especialista ressalta, ainda, que somente os profissionais autorizados pela companhia podem fazer intervenções na rede elétrica.

Ao deixar a casa por causa das enchentes, é importante que o cliente desligue o disjuntores e também retire os equipamentos das tomadas.  Para evitar danos aos equipamentos, é aconselhável ainda que eles sejam depositados em locais mais altos, pois assim evita-se que a água atinja os circuitos internos dos aparelhos.

Depois que as águas baixarem, ao retornar para a residência que foi alagada, os moradores precisam verificar se a energia está, de fato, desligada. De acordo com Demetrio Aguiar, é fundamental realizar uma vistoria nas instalações elétricas, antes de ligar a energia. “A água pode entrar na tubulação elétrica e, por isso, a população precisa contratar um eletricista experiente para realizar essa vistoria, tanto nas instalações quanto nos equipamentos”, alerta.

Outras situações que demandam atenção

Outro possível cenário de acidente é quando o fio elétrico se rompe e cai sobre um veículo. Nesse tipo de situação, os ocupantes do veículo devem permanecer dentro do carro até a chegada da Cemig para que o circuito elétrico seja devidamente isolado e aterrado, para garantir o resgate com segurança.

“É importante ressaltar que o abandono do veículo somente deve ser feito em caso de incêndio nos pneus ou lataria. Caso contrário, é mais seguro permanecer no seu interior até a chegada da Cemig e Corpo de Bombeiros”, orienta Demetrio.

O mesmo cuidado deve ser tomado em caso de queda de árvores sobre as vias públicas, pois elas podem cair sobre a rede elétrica e trazer consigo fios elétricos possivelmente energizados que ficam escondidos entre as folhas e podem causar acidentes graves.

Confira outras dicas da Cemig para evitar acidentes com água e energia elétrica:

·         Não encoste em postes ou  estruturas elétricas para se proteger das inundações.

·         Nunca toque em aparelhos elétricos com as mãos ou os pés úmidos.

·         Jamais tente desligar ou religar energia da rede elétrica da Cemig por conta própria.

·         Não tente carregar aparelhos móveis como celulares e tabletes em locais úmidos.

·         Se houver a necessidade de utilizar o telefone durante as tempestades, a melhor opção é o aparelho sem fio ou o celular, desde que o mesmo não esteja conectado na tomada.

·         Evite a permanência em lajes altas ou locais descampados, jamais se abrigue embaixo de árvores e evite o uso do chuveiro elétrico.

·         Tampas de caixas d’água, telhas, totens e quaisquer outros materiais que podem ser levados com o vento devem ser bem afixados para impedir que atinjam pessoas, veículos e também as redes elétricas.

·         É importante acompanhar a previsão meteorológica e, em caso de tempestades, evitar sair de casa.

·         Evite locais sujeitos a alagamento.

Cemig promove projeto educacional de eficiência energética em Uberlândia

Projeto CEMIG NAS ESCOLAS em Matozinhos MG. Foto: Douglas Magno / CDM / CEMIGA Cemig traz a Uberlândia, no período de 28 de janeiro a 02 de fevereiro, uma experiência inovadora com o objetivo de levar orientações sobre o uso sustentável da energia. São unidades móveis (caminhões) e tendas tecnológicas equipadas com jogos interativos de eficiência energética.

As ações fazem parte do Programa de Eficiência Energética da companhia e buscam disseminar hábitos que contribuam para a redução do desperdício de energia elétrica. Ao longo do projeto, serão mais de 100 municípios e 300 mil pessoas beneficiadas. O investimento para a realização da iniciativa, que é aberta ao público, é de aproximadamente R$ 12 milhões.

Segundo o gerente de eficiência energética da Cemig, Ronaldo Lucas Queiroz, o projeto nasce com o intuito de transformar a relação da comunidade com a energia, mostrando que é possível manter o conforto e eliminar o desperdício desse recurso. “Queremos levar informações aos nossos clientes sobre o uso sustentável da energia e entendemos que experiências interativas e inovadoras reforçam esse conceito”, afirma.

Jogos interativos e eficiência energética

O circuito de eficiência energética contempla uma tenda tecnológica com quatro jogos interativos, com destaque para o de realidade virtual, e uma unidade móvel que, em seu interior, recebe um jogo de escape room. Nesse jogo, que simula uma casa com equipamentos eletrodomésticos, os participantes deverão solucionar desafios para tornar o ambiente mais eficiente.

Projeto Educacional Cemig de Eficiência Energética

Data: 28/01 a 02/02/2020

Horário:  das 9h às 12h e de 13h às 18h

Local: Pça. Sergio Pacheco

Aneel suspende prazo de recadastramento para produtores rurais

A Cemig informa que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) acatou o pedido da Associação Brasileira das Distribuidoras de Energia Elétrica (Abradee), entidade da qual a Cemig faz parte, para reavaliar as condições para o cumprimento da Resolução Normativa nº 800/2017. Dessa forma, o recadastramento para a manutenção dos subsídios tarifários concedidos está suspenso em todo o país.

A REN 800/2017 regulamenta a manutenção dos subsídios tarifários concedidos aos produtores rurais de todo o país, exigindo o recadastramento em todas as distribuidoras de energia. De acordo com a Aneel, o objetivo da resolução é conceder o subsídio apenas àqueles clientes que realmente têm direito.

Com essa decisão, a Aneel abriu consulta pública, com duração de 60 dias, a partir de 16 de janeiro de 2020, para receber contribuições da sociedade e, então, definir um novo prazo para o recadastramento.

A Aneel definiu também que os clientes que já perderam o benefício deverão ter o retorno do subsídio tarifário nas próximas contas de energia elétrica. Contudo, aqueles que tiveram uma visita técnica da distribuidora comprovando que a propriedade não se enquadra nos critérios legais previstos não terão o retorno do subsídio.

A Cemig reafirma o seu compromisso com os produtores rurais e de serviço público da sua área de concessão e ressalta que vai mantê-los informados sobre as próximas deliberações da Aneel no que tange à Resolução Normativa 800/2017.

O que é a REN 800

O Recadastramento Rural é uma determinação da Aneel, por meio da Resolução nº 800/2017, para que os clientes rurais de todo o país tenham subsídios tarifários na conta de energia.

Mais informações aqui