Archives for

Notícias – Araxá

Cemig investe R$ 40 milhões em eficiência energética para o sistema de saúde

A Cemig e o Governo do Estado de Minas Gerais vão destinar R$ 40 milhões para a eficiência energética em hospitais mineiros, que atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). O anúncio foi feito, nesta quinta-feira (21/6), pelo diretor de Relações Institucionais e Comunicação da Cemig, Thiago de Azevedo Camargo, a representantes dos hospitais, reunidos na sede da companhia, em Belo Horizonte. “O objetivo é identificar oportunidades de melhorias nos equipamentos e nos processos hospitalares, introduzindo as melhores práticas em economia de energia e promovendo o uso consciente”, adiantou o diretor.

Os representantes das 34 instituições presentes receberam o certificado das mãos do presidente em exercício da Cemig, Luiz Humberto Fernandes, acompanhado pelo diretor de Comunicação e Relações Institucionais da Cemig, Thiago Azevedo Camargo, os secretário de Estado da Saúde, Nalton Sebastião Moreira da Cruz, e de Planejamento e Gestão, Helvécio Magalhães, e o deputado estadual Sávio Souza Cruz.

De acordo com o secretário Nalton Cruz, os recursos que estão sendo aplicados são de grande importância para os hospitais. “Em um momento de dificuldade financeira que o país e o estado de Minas Gerais estão vivendo, essa questão da eficiência energética, com o lançamento desse programa, será considerável para diminuir os custos dos nossos hospitais”, afirmou.

O Programa Energia Inteligente irá beneficiar 80 hospitais em Minas Gerais, com a troca de lâmpadas convencionais por equipamentos de tecnologia LED, de alto rendimento e baixo consumo de energia, e a substituição de aparelhos de esterilização das unidades hospitalares (autoclaves) por equipamentos com maior capacidade. Para o setor de lavanderia dos hospitais, o programa fará a substituição de secadoras por máquinas rotativas, com controle de tempo e temperatura automático, com comando automático e digital de tempo e temperatura regulável. As novas secadoras proporcionarão ainda economia de reposição de materiais, pois evitam o superaquecimento dos tecidos.

Alguns hospitais serão contemplados também com sistemas de aquecimento solar. O objetivo é proporcionar a retirada de consumo de energia do horário de ponta, além de proporcionar economia estimada em 70% da energia consumida para banhos. Outros hospitais contarão com a geração própria de energia, por meio da implantação de sistemas de energia solar fotovoltaica, reduzindo diretamente a fatura de energia das unidades hospitalares beneficiadas.

Os focos cirúrgicos, que são equipamentos de iluminação utilizados nos blocos cirúrgicos, serão substituídos pela tecnologia Led. Além de melhorar a iluminação nas salas, esses focos possuem câmera de vídeo e tela de alta definição, que irão permitir aos hospitais realizarem procedimentos cirúrgicos de maior complexidade. Será aplicada também gestão energética nas unidades, pela elaboração de planos de gestão de energia que estabeleçam metas, objetivos e estratégias para a redução do consumo e do planejamento do uso eficiente de energia elétrica na administração universitária.

As diversas ações implementadas têm o objetivo de difundir os conceitos do uso seguro e eficiente da energia e dos recursos naturais, promovendo iniciativas educacionais, visando orientar médicos, enfermeiros e demais colaboradores dos hospitais. “Acreditamos que as iniciativas trarão benefícios para milhares de pessoas atendidas pela instituição de saúde com a substituição de equipamentos ineficientes por outros mais eficientes e modernos. E as entidades irão economizar na sua conta de energia elétrica e os recursos poupados poderão ser revertidos em melhorias. Além disso, os novos equipamentos são mais adequados para o ambiente hospitalar, proporcionando melhor qualidade no trabalho dos médicos e, para os pacientes, conforto e segurança”, afirmou o diretor Thiago de Azevedo Camargo.

Primeira etapa

Nesta quinta-feira, foram anunciados os investimentos em 34 instituições que serão atendidas até o final do ano, como a Santa Casa de Misericórdia de Diamantina, a Santa Casa de Belo Horizonte e o hospital Márcio Cunha, de Ipatinga, dentre outras.

O representante da Santa Casa de Belo Horizonte recebeu o certificado do Programa Inteligente da Cemig e agradeceu a parceria. “ A ajuda que a Cemig proporciona para os hospitais filantrópicos, que vivem grandes dificuldades no estado, é uma contribuição enorme, pois a participação da energia elétrica nas operações dos hospitais é de extrema importância.  Essa contribuição vai ajudar os hospitais a se manterem”, afirmou Luis Fernando Guimarães, superintendente de Suporte Operacional da Santa Casa.

O diretor-técnico do Hospital Municipal Odilon Behrens, Cleinis de Alvarenga Mafra Junior, recebeu o certificado com satisfação: “Este projeto vai ao encontro de uma das nossas diretrizes atuais que é a de fazer mais com menos ou com os mesmos recursos”, disse.

Programa Energia Inteligente

O Programa Energia Inteligente da Cemig, regulado pela Aneel, baseia-se no incentivo à mudança de hábitos na utilização da energia elétrica e no fomento à cultura do consumo consciente, resultando na redução e eliminação dos desperdícios de recursos naturais. Desde 2015, a iniciativa já destinou mais de R$ 170 milhões para projetos em diversas áreas, beneficiando escolas, prefeituras e hospitais.

Parada da Leitura leva o UNIARAXÁ a uma viagem pelas obras de Guimarães Rosa

uniaraxaUm grande sucesso. Assim se caracterizou mais uma edição da Parada da Leitura, realizada no último dia 07/06, com a participação de Estudantes e Professores de diversos Cursos do UNIARAXÁ. Este ano, a Parada da Leitura homenageou o grande escritor brasileiro Guimarães Rosa; autor da marcante obra literária “Grande Sertão: Veredas”. O evento levou todos os participantes a uma incrível viagem pelas obras e história de vida do escritor.

A Professora e Coordenadora do Suporte Pedagógico do UNIARAXÁ, Maria Celeste de Moura, conta um pouco sobre a idealização do projeto. “A Parada da Leitura é um evento que muito orgulha o UNIARAXÁ! A proposta para que fosse realizado esse grande projeto envolvendo a leitura veio do Reitor José Oscar de Melo e foi acolhida por toda a Instituição. Vários setores trabalham para que ele se torne viável: Suporte Pedagógico; Extensão; Marketing; Recursos Humanos; entre outros. A cada edição, um Curso fica responsável pela criação e sustentação da “Parada”! Na primeira (segundo semestre de 2017) houve um “Júri Simulado” baseado na obra de Machado de Assis “A Cartomante”, com o suporte do Curso de Direito, liderado pelo professor Francisco Ilídio. Na segunda, bem recente, a viagem pelo mundo de Guimarães Rosa teve o apoio especial do Curso de Pedagogia, coordenado pela professora Fabíola Melo. A próxima versão, a ser realizada no segundo semestre de 2018, mergulhará no “Mundo Assombrado pelos Demônios”, de Carl Sagan, e os cursos que promoverão essa imersão serão Engenharia Ambiental e Engenharia Civil”, conta.

Durante o evento foram apresentados alguns vídeos que ressaltaram a grandeza de suas obras, bem como realizada a leitura de “A Terceira Margem do Rio”. Destaque para a apresentação teatral da noite, que enriqueceu a Parada da Leitura e levou todos a uma bonita reflexão sobre a vida no sertão brasileiro. Os atores encenaram trechos das obras de Guimarães Rosa e emocionaram o público. O evento teve ainda a participação e o apoio do FLIARAXÁ; Festival de Literatura realizado anualmente na cidade e que vem ganhando cada vez mais notoriedade nacional.

Ainda segundo a Professora Celeste, a Parada da Leitura também simboliza o resgate pelo gosto da leitura. “O intuito da atividade é envolver a todos(as) em

um momento ímpar de contato com os grandes autores nacionais e internacionais, além de resgatar o gosto pela leitura, tão desgastado em nosso país. Afinal, como está na obra do grande Guimarães Rosa “a cabeça da gente é uma só, e as coisas que há e que estão para haver são demais de muitas, muito maiores diferentes, e a gente tem de necessitar de aumentar a cabeça, para o total”, destaca.

O UNIARAXÁ acredita que a leitura é uma importante ferramenta na construção de uma sociedade melhor, mais ética e plural. Eventos como a Parada da Leitura são de crucial importância nessa construção social, pois através das obras de grandes autores é possível construir conhecimentos e levar aos Estudantes reflexões significativas, tanto para sua vida profissional quanto pessoal.

Cemig informa sobre funcionamento de agências em dias de jogos da seleção Brasileira

A Cemig informa que as agências e postos de atendimento presenciais da empresa em todo o estado irão funcionar em horário especial durante os jogos da seleção brasileira de futebol. Nesta sexta-feira (22/06), as agências irão abrir às 12h e funcionarão até as 17h. Já na quarta-feira (27/06), o horário de atendimento será das 8h às 14h.

Contudo, a empresa salienta que os clientes poderão acessar, a qualquer hora, os canais digitais de atendimento da Companhia, como o aplicativo Cemig Atende e, ainda, o telefone 116.

O Cemig Atende pode ser acessado pelo site e também está disponível para os sistemas operacionais Android, IOS e Windows. O aplicativo conta com 18 serviços e oferece comodidade e segurança aos consumidores que precisam resolver questões relativas à empresa. Para utilizar o aplicativo, é necessário realizar o cadastro com o CPF e o número do cliente, que pode ser consultado na conta de energia.

Além disso, os consumidores podem solicitar atendimento e esclarecer dúvidas por meio do @cemig_energia, no Twitter, e nafanpage da empresa no Facebook, disponível em fb.com/cemig.energia.

Segurança com a rede elétrica

A Cemig também reforça o alerta a população sobre os cuidados que devem ser adotados com relação à rede elétrica, antes e durante os jogos. Os torcedores precisam ficar atentos especialmente à utilização de fogos de artifício e dos enfeites em ruas e praças.

Os enfeites –  como as típicas bandeirolas, faixas e outros adereços – devem ser feitos com materiais isolantes e biodegradáveis, e não podem ser afixados próximo à rede elétrica. Materiais como fitas metalizadas, papel alumínio e papel laminado causam acidentes, pois são condutores de eletricidade.

De acordo com o engenheiro de segurança Demetrio Aguiar, da Cemig, as pessoas têm que tomar cuidado com a utilização de bambus e varas metálicas como hastes para a fixação das bandeiras.

“As bandeirinhas nunca devem ser penduradas em fios da rede elétrica, pois podem causar choques e acidentes. Portanto, a melhor forma de se preservar a segurança é a conscientização sobre como lidar com esses utensílios sem correr riscos desnecessários”, afirma o engenheiro.

Além disso, o uso de arames ou fios de cobre – mesmo finos – também não é indicado para pendurar a decoração, pois facilitam o choque elétrico. Esses suportes devem respeitar a distância mínima de 1,5 metro da rede. “É preciso calcular a altura desses objetos, para que não haja contato com os fios de energia elétrica”, alerta Demetrio.

Ainda segundo o especialista, postes e padrões de energia não devem ser utilizados para amarrar bandeirinhas, faixas e outros adereços. Vale lembrar que a afixação desses adereços deve ser bem feita para que não se soltem nem sejam projetados contra a rede elétrica pelos fortes ventos que ocorrem nesta época do ano.

Fogos

Outro alerta importante é em relação aos fogos de artifícios, que devem ser manuseados somente por adultos e utilizados em locais distantes da fiação, afastados de bandeirinhas e de demais enfeites ou materiais que apresentem risco de incêndio.

“Os fogos de artifício jamais poderão ser lançados contra as redes elétricas ou seus equipamentos como transformadores ou subestações de energia. Eles podem causar queimaduras graves e, se atingirem a rede elétrica, podem gerar um curto-circuito”, explica.

Em casos de acidente envolvendo redes elétricas, a empresa orienta que a população ligue imediatamente para o número 116 – que funciona 24 horas por dia, e aguarde a chegada dos técnicos especializados da Cemig.

Além da Cemig, a população também pode acionar gratuitamente o Corpo de Bombeiros ou a Polícia Militar: o telefone dos Bombeiros é 193, e o da PM é 190.

Outras recomendações

– Não lançar artefatos (serpentinas, confetes, entre outros) na rede elétrica, sejam metálicos ou não.

– Antes de fazer qualquer ligação elétrica ou de instalar enfeites que utilizem energia (lâmpadas etc), consultar a Cemig ou um eletricista especializado. Fazer gatos é crime e traz sérios riscos para quem faz e para a população.

– Não instalar nenhum enfeite próximo à rede elétrica.

– Com relação a estruturas para exibição de jogos em telões e apresentação de shows, na montagem e na desmontagem deve-se considerar a existência das redes elétricas aéreas e, em caso de escavação, de redes subterrâneas.

– A fixação das coberturas deve ser bem feita para evitar o desprendimento e a possível projeção contra a rede elétrica.

– Aparelho de som, refrigeração, churrasqueiras elétricas e outros aparelhos deste tipo não devem ser ligados próximo a duchas ou piscinas.

– Evitar improvisos (gambiarras), pois eles aumentam o risco de acidentes com a rede elétrica.

– Não tentar socorrer as vítimas se houver fio partido. Nesse caso, acionar imediatamente a Cemig e o Corpo de Bombeiros.

Inverno terá temperaturas acima da média em MG

Nesta quinta-feira (21/06), às 7h7, começa o inverno, que além das baixas temperaturas tem como característica o clima seco. Neste ano, a estação terá pouca influência dos fenômenos El Niño e La Niña, e deve apresentar temperaturas acima da média em quase todo o estado. Apenas no Nordeste de Minas as temperaturas devem ficar ligeiramente abaixo da média. Entretanto, isso não impede uma pequena alteração das temperaturas acima ou abaixo do esperado.

Durante a estação, a umidade relativa do ar vai gradativamente se tornando mais baixa, podendo atingir valores abaixo de 20% em muitos dias, principalmente no Triângulo, Oeste, Centro e parte do Norte de Minas Gerais. Nas regiões serranas, haverá mudanças relativamente rápidas nas condições do tempo, que podem aumentar a ocorrência de nevoeiros e geadas nas primeiras horas do dia.

De acordo com o meteorologista Arthur Chaves de Paiva Neto, da Cemig, outro fenômeno possível é a formação de inversão térmica. “Isso ocorre quando a temperatura da atmosfera na superfície é menor do que nos níveis acima, fazendo com que os poluentes não se dissipem rapidamente, consequentemente, piorando a qualidade do ar nas cidades”, explica. Esse fenômeno acontece com maior frequência no mês de julho.

Assim, o deslocamento de massas de ar frio, provenientes do Polo Sul, provocam quedas de temperatura significativas, enquanto o índice de chuvas diminui.

Chuvas

A estação, que comumente apresenta poucas chuvas, pode ter em julho a quantidade mínima para o mês. A expectativa é que nos meses de agosto e setembro os índices de chuva fiquem acima da média prevista. Em setembro, podem ocorrer pancadas de chuva com possibilidade de granizo.

Mínimas e Máximas

Veja a previsão de temperaturas mínimas, máximas e médias para todas as regiões de Minas Gerais nos meses de julho, agosto e setembro.