Bons Modos

Durante a aula, a professora lança um desafio aos alunos: — Zezinho, se você estivesse namorando uma moça fina e educada e, durante um jantar com ela, você precisasse ir ao banheiro, o que você diria? — Ahhh, professora… Eu diria pra ela: “Segura aí que eu vou dar uma mijadinha!” — Que feio, Zezinho! [...] Continue reading →

Escolha Engenhosa

Um estudante de Engenharia estava caminhando no campus de sua faculdade, quando viu outro engenheiro subir em uma motocicleta novinha em folha. — Ei! Como você conseguiu essa moto fantástica? — perguntou o primeiro. — Bem, ontem eu estava caminhando por aqui, quando uma garota muito bonita apareceu com esta moto. Ela desceu, tirou toda [...] Continue reading →

Um homem sofreu um acidente fatal e morreu. Chegando no céu o porteiro lhe dá uma BMW e lhe diz: – Você nunca traiu sua esposa na sua vida, portanto esse carro é pra você andar no céu. O próximo ganhou um Corsinha porque tinha traído só um pouquinho! O outro ganhou um Fusquinha porque [...] Continue reading →

Visita da Sogra

O sujeito abre a porta e dá de cara com a sogra. — Olá, sogrinha! — cumprimenta ele, fingindo satisfação. — Que bom que a senhora veio nos visitar. Então ele percebe que ela está com uma maleta nas mãos. — Quanto tempo a senhora pretende ficar com a gente? — pergunta, preocupado. — Ah! [...] Continue reading →

Joãozinho Desatento

No meio da aula de matemática a professora vê que Joãozinho está distraído e resolve fazer uma pergunta: — Joãozinho! Quantos ovos tem uma dúzia? — Não sei, fessora! — Muito bonito, né? Vê se presta mais atenção na aula! — Pode deixar, fessora! Será que eu posso fazer uma pergunta pra senhora também? — [...] Continue reading →

Será que vai Chover?

Em um bairro de classe média de Pintamonhangaba, haviam três vizinhas que sempre penduravam as roupas no mesmo varal, nos fundos de suas casas: Sofia, Sotia e Somãe.  Todas as vezes que chovia, Sofia e Sotia tinham que correr para pegar as roupas e, mesmo assim, elas já estavam completamente ensopadas. — Assim não dá! [...] Continue reading →